25 de abril de 2011

Desabafo de Páscoa...

A cada dia que passa percebo que as coisas estão ficando piores comigo, mas não gostaria de dizer na minha Vida porque eu estaria sendo até injusta, acho que estão acontecendo algumas coisas dentro de mim, na minha cabeça.
Sinto falta de me divertir, de sair mais, viajar, fazer coisas legais e de estar com pessoas amigas e divertidas, tenho saudade de pessoas que já se foram...
Neste “feriadão”, por exemplo, eu fiquei em casa, não fiz nada demais, fiquei com minha Família...
QUERIA QUE MINHA FAMÍLIA VALORIZASSE MAIS UNS AOS OUTROS, AS PESSOAS EM GERAL. ATÉ PORQUE ELES NÃO PERDERAM NADA, NEM NINGUÉM, DIFERENTES DE MUITAS PESSOAS QUE EM 2010 E 2011PERDERAM TUDO.”

Queria poder transformar tudo de chato e de triste que se passa na minha cabeça por coisas alegres e divertidas, por diversas vezes tenho vontade de chorar e ficar bem quietinha no meu canto, já que falar pouco resolve, as pessoas não tem culpa das minhas frustrações...

Fico encantada quando encontro pessoas alegres e felizes no meu caminho,  famílias de verdade, tenho vontade ficar ao lado delas por tempo indeterminado (risos), acho fantástico esta coisa de alegria natural, espontânea. Coisa que em mim não existe...

Por isso hoje me apego ao meu trabalho, à faculdade e ao meu namorado.
Ele me faz sorrir, tira de mim uma alegria que nem eu sei de onde vem ele me diz coisas bonitas e que me fazem pensar...
Minha Faculdade é um lugar que eu sei que preciso ir, é o que vai garantir meu futuro, embora muitas vezes me desagrade da falta de consideração dos professores, do valor alto que pagamos para ter uma faculdade com poucos recursos.
Meu trabalho é tudo, é meu porto seguro, embora também aconteçam coisas que me desagradem...
Hoje tenho poucos "amigos", mas os que tenho procuro valorizar, embora nem sempre receba deles o mesmo carinho e compreensão...
Mas a Vida é assim, tirando estas coisas “desagradáveis” o resto eu sei que depende muito de mim, até porque eu tenho uma saúde maravilhosa, Graças a Deus!

Embora seja coisa da minha cabeça, muitas pessoas são culpadas por eu me sentir assim, mas claro que elas nunca vão saber!
Postar um comentário