8 de janeiro de 2017

EU 2017....

Eu...


Domingo, 08 de janeiro de 2017.


Dizem que é na solidão que mais nos conhecemos, mas discordo.

Foi através de muitas pessoas e muitas situações que eu acabei descobrindo tanto de mim...
Foi através de minha família que descobri o que é amor, e que por eles sou capaz de tudo, mesmo estando longe...
Foi através dos colegas de trabalho que descobri o quanto eu sou responsável, competente, solidária e a não confiar tanto nas pessoas, afinal de contas, muitos me provaram que ser colega, nem sempre é ser amigo...
Foi através dos amores que tive, que eu aprendi que amar dói, que amar e se entregar de corpo e alma nem sempre faz a gente feliz, mas que independente do tempo, pode ser a coisa mais maravilhosa deste mundo, aprendi que ser fiel, carinhosa, esposa e companheira é bom demais, quando os sentimentos são recíprocos, como foi um dia.

Os amigos distantes, sabem o quanto eu os amo, os invejosos, eu tento mostrar que inveja não leva a nada, faz mal pra alma e que se eu tenho e eu sou alguém, eles também podem ser e ter qualquer coisa ...

Com aqueles que são irmão de coração (os melhores amigos) eu deixo eles falarem o que quiserem, aceito elogios, conselhos, e até puxões de orelha de vez em quando, pois sei que eles só querem me ver bem...

Sei que tenho muitos defeitos, mas que dentro deste coração tem muito amor pra dar e que tudo que eu faço na minha vida é pensando no bem das pessoas que amo.

A Vida é assim, dias nublados, dias de sol, de altos e baixos, mas o que seria de nós se não passássemos por tantas e tantas transformações!?

Rezo todos os dias e só peço agradeço a Deus pelas pessoas que colocou ate hoje na minha vida, por tudo que me deu e por tudo que ainda está por vir.

Talvez você tenha chegado até aqui e me conhece tanto que nem preciso dizer que este texto é meu, não estou triste, nem melancólica, mas feliz...

Eu nunca saberia tanto de mim, se não fosse por vocês...
Bjs
Postar um comentário